Saiba o que é tendência em energia solar na América do Sul

Crises energéticas têm despontado nos quatro cantos do mundo. Em toda parte, a necessidade de se obter fontes limpas de energia tem sido a preocupação dos governantes.

Nesse cenário, o nosso continente tem dado bom exemplo. A energia solar na América do Sul é hoje bem aproveitada em diversas aplicações, vários são os casos de sucesso no aproveitamento desse recurso.

Nesse post, vamos falar das principais tendências e a evolução no uso da energia solar na América do Sul. Ficou curioso? Então nos acompanhe!

O metrô de Santiago, no Chile

Nossos vizinhos Chilenos estão na vanguarda do uso de energia solar em nosso continente. Neste ano de 2017, um projeto de abastecimento de 42% da rede de Metrô de sua capital, Santigo, está sendo implementado.

Com um investimento de 240 milhões de dólares, um parque fotovoltaico está sendo construído na região de Coquimbo, cidade portuária. Estima-se que até o próximo ano, cerca de 60% da malha metroviária do país seja abastecida com energia solar.

O projeto, intitulado “The Pelican”, utilizará uma vasta área de 186 hectares de um terreno de propriedade estadual nessa região, que fora liberado pelo Ministério dos Bens Nacionais à empresa SunPower, responsável pelo projeto.

Esse tipo de energia limpa e renovável é, cada vez mais, uma exigência de empresas e órgãos públicos em seus empreendimentos e obras. No caso do metrô do projeto Pelican, estima-se o fornecimento de 300 GWh de energia solar por ano por meio de 254.000 painéis solares.

Agricultura inteligente

Houve grande redução dos preços na produção de energia solar nos últimos 10 anos. Estima-se que tenham caído mais de 80% os custos de implementação e manutenção de sistemas fotovoltaicos.

Nesse cenário, os produtores rurais estão, cada vez mais, optando pela energia limpa e renovável do sol, promovendo a sustentabilidade e contribuindo com o meio ambiente, enquanto economizam nas contas de luz.

No Brasil, grandes propriedades rurais estão tornando-se autossustentáveis, no que se refere ao consumo energético, graças aos painéis fotovoltaicos instalados.

Trata-se de uma tendência não apenas no Brasil. O Chile e Honduras têm composto, junto ao nosso país, a vanguarda nos investimentos em energia sustentável, solar e eólica.

Um panorama favorável para a América do Sul

Um recente relatório da Bloomberg New Energy Finance (BNEF) estima que nos próximos 25 anos, o continente latino-americano deva investir algo em torno de quinhentos bilhões na produção de energias solar e eólica. Dessa forma, diminuindo gradativamente o uso de recursos hídricos, que são muito afetados com as secas.

No ano de 2015, o Relatório da Situação Global das Energias Renováveis aponta a América do Sul como o continente que mais tem investido no uso de energia solar.

No México, por exemplo, houve um aumento substancial no mercado solar que quase triplicou no ano de 2015. Com esse crescimento, estima-se que, até o ano de 2020, o país torne-se líder na produção de energia solar em nosso continente.

Gostou desse conteúdo exclusivo sobre o uso de energia solar na América do Sul? Então acompanhe nosso blog que, em breve vamos abordar o futuro da Energia Solar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s