Histórico do mercado fotovoltaico

Quem vê à crescente quantidade de painéis solares instalados nos telhados das residências, comércios e das indústrias, pode até acreditar que se trata de uma tecnologia nova, porém apesar de estar em crescimento por todo o mundo, a tecnologia solar fotovoltaica tem uma longa história desde sua descoberta até a forma como a conhecemos atualmente. Nesse post, iremos abordar o passado, o presente e o futuro do mercado fotovoltaico no contexto mundial.

COMO SURGIU O SISTEMA FOTOVOLTAICO?

Em 1839, o físico Alexandre Edmond Becquerel, conduzia algumas experiências com eletrodos quando percebeu que com a luz do sol era possível obter energia elétrica. Sua experiência electroquímica verificou, por acaso, que a exposição de elétrodos de platina ou de prata à luz dava origem ao efeito fotovoltaico [1].  Em 1884, depois de 44 anos, o britânico Charles Fritts desenvolveu a primeira célula fotovoltaica usando selênio, que tinha uma eficiência de apenas 1% [2]. Mas foi somente em 1905, com a explicação de Albert Einstein sobre o efeito fotoelétrico que o processo de produção de energia solar fotovoltaica começou a evoluir [3].  Após mais de um século de sua descoberta, em 1954, foi anunciada a primeira célula fotovoltaica usando silício que possuía eficiência de 6%, desenvolvida pelos pesquisadores Calvin Fuller (químico), Gerald Pearson (físico) e Daryl Chapin (engenheiro), todos da empresa Bell Labs [4].

INICIO DO  MERCADO FOTOVOLTAICO

A partir de todas as pesquisas e descobertas, a energia solar fotovoltaica passou a não ser mais futurística, se tornou alcançável e com um desenvolvimento em larga escala. Em abril de 1954, os executivos da Bell Labs anunciavam a primeira célula solar comercial, a “Bell Solar Battery”. Com os avanços na descoberta de produção de energia elétrica através do sistema fotovoltaico, essa tecnologia foi ganhando espaço e em 1958 foi sendo aplicada a satélites e calculadoras nos EUA. 

painel-solar-bell- labs

Comercialmente, as placas solares chegaram em 1970 ao mercado, quando tiveram uma queda em seu custo de aquisição (com relação aos preços da época), ainda assim, longe de ter um valor adequado para o uso em larga escala. No ano de 1990, a Energia Solar, ganhou muito mais espaço. Primeiramente no Japão, país  assumiu a liderança da produção mundial devido a catástrofes naturais que forçaram o país a buscar uma alternativa para a produção de eletricidade. 

Já em 2000, a Alemanha despontou como pioneira devido a programas de incentivo, como o Renewable Energy Act que apresentou para o mundo uma política agressiva para o incentivo a geração distribuída, através de um modelo conhecido como Feed in Tariff e desenvolveram o mercado fotovoltaico em toda a Europa.

Depois da europa, na segunda década do século XXI a China ganhou destaque, apostando no mercado de energias renováveis para fortalecer a sua indústria e tornou-se o principal país no que diz respeito à produção de tecnologia para o setor e, também,  o maior mercado da atualidade. 

No Brasil, embora houvessem pesquisas sobre a energia solar desde 1950, somente em 2012 é que foi regulamentada a utilização dos sistemas de geração distribuída (entre elas, os sistemas fotovoltaicos). A linha do tempo do mercado fotovoltaico no mundo começa com a aplicação no Bell Labs em 1950:

 

linha do tempo fotovoltaica

Mercado fotovoltaico no mundo.

PRESENTE DO MERCADO FOTOVOLTAICO

Atualmente a tecnologia solar fotovoltaica está em forte crescimento e os líderes neste mercado são, em ordem, China, EUA e Índia. Segundo o último estudo divulgado pela IEA [6], à capacidade instalada de energia solar em todo o mundo chega a 321GWp. O portal ENF [7] apresenta mais de 43 mil empresas cadastradas que realizam algum tipo de função específica dentro do mercado fotovoltaico. Destes, há mais de 28 mil empresas que se denominam projetistas e instaladores fotovoltaicos. Mais de 2000 fabricantes de módulos fotovoltaicos e mais de 800 fabricantes de inversores.

FUTURO DO MERCADO FOTOVOLTAICO

A energia solar está se transformando de uma alternativa para uma necessidade. A demanda energética impulsionada pela evolução tecnológica e pelos eletrônicos de consumo geram um cenário bastante positivo para as energias renováveis e em especial para a solar fotovoltaica. Os sistemas fotovoltaicos representam inúmeros benefícios, como já vimos nesse post. O ato de gerar a própria energia representa uma revolução no comportamento daqueles que antes apenas consumiam a energia e que agora, podem gerar este bem tão necessário. E para o futuro a energia solar poderá ser a mais importante fonte de energia que irá abastecer nossos carros elétricos, nossas casas inteligentes e muito mais!

 

E ai, gostou do nosso post? Após ver tantas mudanças e crescimentos no setor, você consegue imaginar quais serão as próximas evoluções nesse mercado? Deixe sua opinião para a gente nos comentários e continue nos acompanhando!

2 comentários sobre “Histórico do mercado fotovoltaico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s