A GASOLINA AUMENTOU… E DAÍ?

A greve dos caminhoneiros não faz menção de acabar e muita gente anda preocupada com o risco de não conseguir combustível para seu carro nos próximos dias. Mas alguns motoristas estão despreocupados em relação a isso… Você sabe o porquê?

Dias após a deflagração da greve, os caminhoneiros continuam parados por conta da alta no preço do diesel. Em todo Brasil, cidades sofrem com a falta de combustível, que acarretou filas em postos de gasolina, redução nas frotas de ônibus e até mesmo cancelamentos de voos. Mesmo antes da greve, os constantes reajustes no preço da gasolina, que em alguns lugares chegou perto dos 10 reais, já vinham causando insatisfação na população.

Mas a crise não afetou todos os condutores de veículos da mesma maneira! Afinal, aqueles que possuem carros elétricos não precisam se preocupar com aumentos de preço e nem com filas em postos de gasolina: basta ligar o carro na tomada e pronto! Se os carros elétricos ou híbridos já eram uma alternativa vantajosa em comparação aos carros movidos exclusivamente por motores a combustão interna, agora eles se tornam uma opção ainda mais sedutora para os motoristas.

Os custos com energia elétrica para recarregar a bateria, representam um terço dos custos que um carro convencional demanda, em combustível, para rodar a mesma distância! Menos preocupados ainda estão aqueles motoristas que, além de possuírem carros elétricos, possuem gerador fotovoltaico em casa: eles têm um posto de gasolina em cima do telhado! Imagine só a economia…

carros eletricos sendo abastecidos com postos de energia solar
Credito ao nosso parceiro  neosolar  pelo Eletroposto em São Paulo!

Uma bateria de vantagens.

Além da economia com combustível, os carros elétricos apresentam outras vantagens. Eles não necessitam de trocas de óleo constantes, são mais silenciosos e possuem alto desempenho. Além disso, como não queimam combustível, não emitem poluentes. Bom para o bolso e para a natureza!

Muita gente critica os carros elétricos por conta de sua relativamente baixa autonomia, mas a verdade é que um carro elétrico pode percorrer, em média, 150 quilômetros antes de precisar ser recarregado outra vez. Isso é mais que o suficiente para satisfazer a necessidade da maioria dos condutores nas cidades. Depois que a bateria acaba, ela precisa de 6 a 8 horas na tomada para uma recarga completa. Você põe pra carregar durante a noite e pronto! Igualzinho como faz com o seu celular.

Além disso, os híbridos, carros que funcionam tanto com eletricidade quanto com combustível, embora continuem utilizando gasolina, proporcionam uma excelente relação km/L. E como a própria tecnologia de baterias vem evoluindo de modo muito acelerado nos últimos anos, a tendência é que os novos modelos de carros elétricos tenham autonomia cada vez maior.

Não devemos esquecer também dos eletropostos, onde é possível fazer recargas nos automóveis em terminais convencionais ou de alta tensão (que recarregam as baterias mais rapidamente) durante os trajetos, exatamente como ocorre com os veículos tradicionais.

Recarregando no Brasil

Embora ainda existam poucos eletropostos por aí, a tendência é que a quantidade aumente à medida que aumentar a quantidade de carros híbridos e elétricos rodando no país.

A CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz), empresa que distribui energia elétrica na região de Campinas e pioneira na instalação de eletropostos no Brasil, estima que em 2030 haverá 15 mil eletropostos espalhados pelo território nacional. Atualmente, a empresa já instalou 25 postos em São Paulo. Já a BMW, fabricante dos modelos elétricos i3 e i8, vendidos no Brasil, pretende instalar ainda em 2018 uma série de pontos de recarga ao longo da via Dutra, rodovia que liga o Rio de Janeiro a São Paulo.

abastecimento de carros com energia solar

Também existem aqueles que reclamam do preço um pouco salgado dos carros elétricos. De fato, por conta dos custos de produção, o carro elétrico ainda é um investimento um pouco alto. Mas essa realidade tem mudado aos poucos. A isenção da taxa de importação e outras políticas, tais como a da cidade de São Paulo, que devolve metade do IPVA do veículo elétrico ou híbrido, servem de incentivo para o potencial comprador. E a situação tende a melhorar ainda mais, já que o governo prometeu, ainda para 2018, uma redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para a categoria dos carros elétricos de 25% para 7%.

Carros Elétricos, Condutores Brasileiros

Atualmente existem diversos modelos de carros elétricos ou híbridos no mercado mundial. No Brasil, por conta dos ainda tímidos incentivos governamentais, contamos um rol mais reduzido de opções. Aliás, muitas fabricantes estão apenas esperando incentivos mais substanciais do governo para lançar seus produtos por aqui.

Por enquanto, os carros elétricos capazes de rodar 100% a base de eletricidade, no Brasil são os modelos da BMW. O BMW i3 possui autonomia de até 160 quilômetros e conta com um pequeno motor a gasolina, que pode ser utilizado como gerador de energia, aumentando sua autonomia para mais de 300 quilômetros. Atualmente, o veículo custa em torno de 170 mil reais.

vagas de carros eletricos

Já seu primo rico, o esportivo BMW i8, modelo exclusivo e de estilo futurista, que custa cerca de 800 mil reais, tem autonomia de 37 quilômetros utilizando apenas eletricidade. Em contrapartida, alcança a marca de 4,4s numa prova de aceleração de 0 a 100 quilômetros. Em relação ao consumo, faz 11,3 km/L na cidade e 13,6 km/L na estrada, nada mal para um carro que possui potência combinada de 365 cv (234 cv do motor a combustão mais 131 cv do motor elétrico)!

O compacto Prius, da Toyota, por sua vez, modelo híbrido mais vendido no Brasil, possui consumo na faixa de 18,9 km/L na cidade e 17 km/L na estrada. O preço do modelo gira em torno de 127 mil reais. Outros modelos a venda no Brasil são o Volvo XC90 T8, o Ford Fusion Hybrid, o Mitsubish Outlander PHEV, o Lexus CT200H e LS500h e os modelos Panamera e Cayenne S E-Hybrid da Porsche. Dentre os modelos previstos para serem lançados no Brasil num futuro próximo, estão o Chevrolet Bolt, o Nissan Leaf, e o Renault Kwid.

Atualmente, ainda são poucos os carros híbridos e elétricos rodando no Brasil. De acordo com o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), são cerca de 7120. Mas o fato de 4 mil desses veículos terem sido emplacados somente entre 2016 e 2017 sugere um crescimento acelerado, e podemos esperar pelo menos 10.000 veículos desse tipo nas ruas até o final de 2018. Não podia ser de outra forma, afinal, os carros elétricos prometem um futuro brilhante, mais limpo, mais silencioso e, o mais importante: sem filas!

Interessado nos potenciais da energia limpa? Quer saber todas as vantagens de ter um sistema de geração de energia fotovoltaica para apresentar aos seus clientes? Continue acompanhando o blog e caso tenha alguma dúvida, entra em contato com a gente!

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s