O que os Presidenciáveis pensam sobre Energias Renováveis?

As eleições se aproximam e nós decidimos pesquisar a fundo os Planos de Governo de cada um dos presidenciáveis para saber, o que eles pensam sobre energias renováveis, principalmente sobre geração distribuída de energia solar fotovoltaica.

Inspirados no texto “O que os presidenciáveis escrevem sobre empreendedorismo no Brasil” publicado pelo empresário, investidor, mentor e escritor João Kepler, analisamos os planos de governo de todos os candidatos à presidência da república para entender o que eles propõe e como incluem as energias renováveis em seus planos.

Primeiramente definimos as palavras-chave para serem pesquisadas: energia(s) renovável(is), Energia Solar, Geração Distribuída, Eficiência energética, Carro elétrico.

Então acessamos os planos de governo dos candidatos que estão registrados no site do TSE.

Antes de apresentar os resultados, destacamos que nosso propósito não é avaliar qual é o melhor ou o pior plano, nem estimular discussões de cunho político-partidário. Desejamos sim, estimular uma reflexão sobre como os candidatos estão tratando temas tão importantes para o futuro do setor elétrico e que têm relação direta com à geração de emprego e renda.

De acordo com nossa pesquisa, foi possível elaborar o seguinte quadro:

tabelachave

A partir destes resultados, identificamos que dos 13 planos de governo analisados, cinco não apresentam qualquer referência às palavras-chave, três apresentam até duas citações das palavras-chave, quatro, apresentam entre 3 e 5 citações e apenas um apresenta mais de  cinco citações e referências aos temas.

Sob nosso ponto de vista, um mercado que tem apresentado crescimento médio anual de 300% ao ano deveria ser mais valorizado nas propostas dos candidatos. Enquanto países da Europa, China EUA apresentam objetivos claros para o incentivo às energias renováveis e carro elétrico, observamos que temos uma dificuldade em fortalecer estes temas no Brasil.

Para deixar mais claro o contexto no qual as palavras-chave estão inseridas, destacamos algumas citações dos planos de governo:

Álvaro Dias (Podemos)

Não encontramos no discurso desse candidato nenhuma referência aos temas.

Cabo Daciolo (PATRIOTA)

Não encontramos no discurso desse candidato nenhuma referência aos temas.

Ciro Gomes (PDT)

“Estímulo à adoção, através de políticas públicas, de energias renováveis como os biocombustíveis, a biomassa, a hidráulica, solar e a eólica”

“Coordenação entre os atuais sistemas e linhas de financiamento destinadas à pesquisa ambiental e de sustentabilidade, incluindo a área de energia (…)”

“energia: trata-se de um segmento chave para o desenvolvimento dos demais setores, pois cada vez mais a utilização de fontes renováveis se torna imprescindível para a produção (…)”

Geraldo Alckimin (PSDB)

“ Priorizaremos políticas que permitam às regiões Norte e Nordeste desenvolver plenamente as suas potencialidades em áreas como energias renováveis, turismo, indústria, agricultura e economia criativa”

Guilherme Boulos (PSol)

“Para garantir um futuro digno para todos, é preciso uma mudança decisiva em nosso modelo energético, produtivo e agrário. Isso demanda uma transição para energias renováveis de baixo carbono (como a eólica e a solar) (…)”

“ iniciar a modernização do setor de transportes brasileiro, estimulando o transporte coletivo, o transporte sobre trilhos (para carga e passageiros) e o carro elétrico, o que irá reduzir a demanda de petróleo”

Henrique Meirelles (MDB)

“ O Governo Meirelles seguirá com os objetivos do Acordo de Paris, elevando a participação de bioenergia sustentável na sua matriz energética, incentivando o reflorestamento e estimulando o investimento em energias renováveis”

Jair Bolsonaro (PSL)

“Com Sol, vento e mão de obra, o Nordeste pode se tornar a base de uma nova matriz energética limpa, renovável e democrática. Expandindo não somente a produção de energia, mas de toda a cadeia produtiva a ela relacionada: produção, instalação e manutenção de painéis fotovoltaicos; parceria com as universidades locais para o desenvolvimento de novas tecnologias; surgimento ou instalação de outras indústrias que sejam intensivas no uso de energia elétrica, etc.”

“Cada região do Brasil deve buscar suas vantagens comparativas: por exemplo, o Nordeste tem grande potencial de desenvolver fontes de energia renovável, solar e eólica.”

João Amoedo (NOVO)

“Ampliação da energia renovável na matriz energética”

João Goulart Filho (PPL)

Não encontramos no discurso desse candidato nenhuma referência aos temas.

José Maria Eymael (DC)

Não encontramos no discurso desse candidato nenhuma referência aos temas.

Lula & Haddad (PT)

“O governo Lula investirá na construção de um modelo energético que terá como diretrizes (1) a retomada do controle público, interrompendo as privatizações; (2) a promoção de uma inflexão na matriz elétrica, ampliando os investimentos para expandir a geração com energias renováveis (solar, eólica e biomassa); (3) tarifas justas; e (4) participação social. A Eletrobrás retomará seu papel estratégico no sistema energético brasileiro, como líder em estudos, planejamentos, geração e transmissão de energia elétrica no país”

“As mudanças terão como meta zerar as emissões de GEE da matriz elétrica brasileira até 2050. Também será perseguida a meta de instalar kits fotovoltaicos em 500 mil residências por ano. A micro e mini geração de energia renovável será impulsionada pela possibilidade de venda do excesso de energia produzido por residências, comércio e indústria. Nos empreendimentos energéticos, os povos do campo, das florestas e das águas afetados não apenas serão compensados pelo dano ambiental, como também poderão se tornar sócios dos empreendimentos, recebendo, por exemplo, royalties”

Marina Silva (REDE)

“A privatização da Eletrobrás será analisada no contexto da política energética nacional, que deverá modernizar suas estratégias a fim de incorporar as energias renováveis, mas suas distribuidoras certamente deverão passar para a iniciativa privada”

“Temos alta capacidade para gerar energia de fontes renováveis como biomassa, solar, eólica e hidrelétrica”

“No campo das energias renováveis, há um forte ganho de competitividade, que vamos potencializar por meio do estímulo regulatório à geração distribuída e ações que aumentem o nível de eficiência energética pelos consumidores. Estabeleceremos incentivos e metas para a melhoria da eficiência energética em todas as etapas, a partir da geração, transmissão e distribuição até os consumidores finais, principalmente os intensivos em energia”

“Criaremos um programa de massificação da instalação de unidades de geração de energia solar fotovoltaica distribuída nas cidades e comunidades vulneráveis. Esta política vai gerar novas oportunidades de emprego na produção e instalação dos painéis solares e a possibilidade de geração de renda, com a venda do excedente de energia produzida. Serão realizadas parcerias com instituições de pesquisa para fomentar o desenvolvimento de novas tecnologias visando a redução de custos e o aumento da eficiência energética. Nossa meta é chegarmos a 1,5 milhão de telhados solar fotovoltaicos de pequeno e médio porte até 2022, representando 3,5 GW de potência operacional”

Vera Lúcia (PSTU)

Não encontramos no discurso desse candidato nenhuma referência aos temas.

A maior parte das propostas não são apresentadas com profundidade. Desta forma, ficamos na expectativa de que nos próximos dias de campanha, nos debates e entrevistas, os candidatos possam esclarecer melhor o que e como pretendem incentivar as energias renováveis, à eficiência energética e o mercado de geração distribuída.

E você, acredita que os temas citados poderiam ser melhor detalhados? O que você pensa sobre à abordagem dos candidatos?

Compartilhe conosco e lembre-se de que nossa participação é muito importante para valorizarmos mais o enorme potencial que temos em nosso país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s